terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Prazos apertados: optimismo irrealista ou a Alta vai voltar a mexer?


Os cartazes afixados pela SGAL nas principais obras activas apontam datas a curto prazo para a conclusão das obras. Junho de 2009 para a 3ª fase do Parque? A obra está atrasada e era suposto ter já sido terminada, mas 4 meses e meio parece pouco para concluir o que falta e deixar as espécies plantadas ambientar-se ao novo local, como aconteceu na 1ª fase do Parque Oeste, que esteve meses fechada ao público depois de concluída.

Gostava de ser assim optimista, a sério. Mas já vi tantos prazos caírem de maduros que me custa a acreditar que isto seja possível. Ou então de ver a Alta tão parada nos últimos anos, habituei-me a pensar que tudo chegaria num futuro mais longínquo.

Bem... Espero estar enganado!

3 comentários:

Anónimo disse...

Caro Tiago,

Prazos???!!!!
Sei que moram do lado do Parque Oeste e é natural que o que se passa aí vos sensibilize mais, mas um bom exemplo da eternização de obras na Alta é a Quinta das Conchas.
Seria despropositado fazer uma peça sobre o parque das Conchas,cujo muro se encontra, inexplicavelmente, inacabado no topo nordeste, junto ao Colégio S. Tomás? Para quê guardas e fecho dos portões à noite se por ali entra quem quer. O Tiago sabe o porquê???

Pedro disse...

Provavelmente pela mesma incompetência que justificou a trapalhada com as permutas de talhões e que levou à destruição dos caminhos e do muro previamente construídos no âmbito da empreitada de remodelação/reabilitação do parque.

Até hoje as mesmas estão por esclarecer (ou mesmo por averiguar).

BO disse...

Ano de eleições é sempre ano de obras! Agora se os prazo vão ser cumpridos, acho que nem a CML nem a SGAL sabem. Também acho optimismo a mais. E também espero estar enganado.