domingo, 2 de novembro de 2008

Evolução dos Projectos

Por se tratarem de dois projectos em curso muito aguardados, aproveito para partilhar umas fotos da evolução das obras do Parque Oeste e no Eixo Central.






13 comentários:

Anónimo disse...

tá tudo mais ou menos na mesma... não é possível estes projetos avançarem mais depressa?

kiko disse...

E as eleiçoes, meu amigo?
Se forem despachadas depressa depois ninguem se lembra de kem fez a obra...

Pedro disse...

De acordo com o Director da UPAL, o Eixo Central estará acabado na sua totalidade daqui a 3 anos.

Quanto à 3ª fase do Parque Oeste confesso que já me perdi mas penso que ele deveria estar concluído no final deste ano, início do próximo.

No que respeita à rodovia, os atrasos são justificados com o atraso na aquisição ou expropriação de algumas áreas situadas na passagem da mesma (é verdade, a CML foi incapaz de completar esse trabalho nos prazos que tinha acordado no contrato com a SGAL). No que respeita ao parque, penso que haverá todo o interesse da SGAL (comercial, de imagem) em cumprir o anunciado.

Anónimo disse...

Obrigada pelas fotos
este parque e magnifico.
quanto a quem diz que nao mudou nada, relembro que segundo um morador, ha poucos anos ainda havia aqui barracas, um mercado e uma esquadra da policia.
a igreja ainda persiste em frente ao CSmusgueira. Tudo o resto e so uma memoria.

Anónimo disse...

E uns banquinhos mais confortáveis onde pudéssemos apreciar melhor o mangnífico parque não dava jeito?Mas que desagradáveis bancos de pedra que a Sra. Aguire inventou....Se fosse em Espanha não se atreveria.....

Tiago disse...

Juro que não fui eu que fiz este comentário. Concordo a 100%, adoro bancos com encosto e acho que fazem falta no Parque Oeste. Até já desisti da ideia dos candeeiros e dou razão a quem diz que a iluminação da rua e dos prédios será suficiente, mas os banquinhos com encosto ainda são uma convicção muito forte.

Ana B. disse...

A esquadra e o mercado não eram bem aí. Eram por trás da tal igreja que ainda subsiste junto ao Centro Social da Musgueira, naquele terreno que agora está baldio até à Av. Carlos Paredes (Malha 16, para quem conhece o PUAL). Esta zona está agora abandonada, junto às obras do Eixo Central, mas espero que seja limpa e reabilitada rapidamente. O Parque Oeste evoluiu muito, sim. Não sei se o ritmo foi o mais expedito, mas não há dúvida que toda a zona sofreu grandes transformações. O Parque é um projecto fantástico e vai ficar muito bonito. Falta vive-lo depois. Os bancos com encosto ajudariam. Eu também gosto.

Anónimo disse...

eh pá falaram-me que o preço dum t4 nos novos edíficios que estão a construir em frente ao condomínio da torre rondará os 450 000,00 aérios...! será verdade isto?

Pedro Veiga disse...

As obras do parque têm avançado muito, sem dúvida.
Depois da inauguração ficará a faltar o essencial: uma boa ligação pedonal até ao Lumiar e também à estação de metro da Ameixoeira. Embora estas ligações fiquem fora do âmbito do PUAL elas são fundamentais para dar vida à zona e diminuir a criminalidade.
Edificar um bairro como a Alta de Lisboa sem ter um acesso digno de nome a uma estação de metro é um erro dos grandes!
Para vender casas a preços superiores a 250.000 euros o esforço vai ter que ser muito maior porque a disponibilidade de casas para venda em Lisboa e arredores é muito abundante.
A Alta de Lisboa não se pode distinguir só por ser um bairro onde as casas têm um elevadíssimo IMI num ambiente de dormitório da capital, sem acessos e rede viária digna de nome!

Diogo Luis disse...

Anónimo: rondam os 450 mil alguns dos T4s (cerca de 2300 o metro quadrado se nao tou em erro)

Quanto ao Parque Oeste, tive a andar pelo parque este fds e penso que está um pouco ao abandono em termos de algum cuidado com as plantas e com a qualidade da Agua. Mas devem estar à espera da Inauguração para limpar e corrigir alguns dos problemas existentes.


Um dos problemas das aguas paradas é serem propicias ao desenvolvimento de Mosquitos. Moro no 9 andar e, de Primavare/Verao/Outuno, se tenho as janelas abertas entram sempre imensos mosquitos/melgas em Casa. Alguns bem grandes!!

Será que sou o unico a ter problemas com os mosquitos???

Anónimo disse...

O Parque Oeste está no bom caminho. É preciso dar tempo à natureza, para que as árvores cresçam e nos dêem o conforto das suas sombras; e dar tempo aos homens(mulher?), para que deixem cair a sua teimosia e ponham bancos com encosto. Estas são as duas razões porque muita gente não o frequenta. Mas vê-se cada vez mais pessoas, nomeadamente a tribo dos cães (não se podem pôr uns kits de higiene, saco/caixote?).
Deixo aqui homenagem à senhora de casaco lilás que vai todos os dias, pelo menos há dois anos, das 07:30h às 08:30h fazer exercício para o parque. Já vejo as horas por ela!
É preciso viver o Parque!
A propósito, deixem-me partilhar convosco uma troca de mails que tive com o DAEV.
"
Date: Fri, 3 Oct 2008 09:20:37 +0000

Exmos. senhores responsáveis pelo Departamento de Ambiente e Espaços Verdes da nossa cidade de Lisboa.



Moro na zona em referência e tenho todo o gosto e interesse em que os espaços verdes estejam em condições, para usufruto de todos.

O parque é novo e ainda vão demorar uns cinco anos até as árvores terem uma altura razoável.

Acontece que, há cerca de dois anos, algumas foram vandalizadas (como me custa perceber isto!...) e quanto mais tempo demorar a sua
substituição mais a flora do parque vai ficar heterogénea e inestética. Para além disso, a colocação de árvores na Avenida Nuno Krus Abecassis, pese embora os canteiros estarem todos feitos, ficou incompleta.

Compreendo que a Câmara não tenha recursos para atender a todas as solicitações, mergulhada como está em problemas de toda a ordem, nomeadamente os financeiros, que não são os 1400€ que pago de IMI que vão resolver.

Compreenda também a Câmara o meu interesse neste assunto, uma vez que se trata do meu bairro. Para além do mais é um bairro que tem muitas pessoas com dificuldades, dificuldades essas que um ambiente mais bonito ajudaria a amenizar um pouco.



Assim sendo, venho por meio deste solicitar informação respeitante ao mapa de localização das espécies, época de plantio, possíveis fornecedores, etc., bem como autorização para o fazer, quer no Parque quer na Av N. K. Abecassis.


Permito-me também chamar a atenção para a derrocada que aconteceu junto da rotunda, aquando das cheias do ano passado, que não foi ainda reparada e para a qual não tenho, manifestamente, fundos.


Antecipadamente grato pela atenção que queiram dispensar a este assunto,

aceitem os meus melhores cumprimentos, "


Resposta

"
Friday, October 24, 2008 3:49:44

Exmo. Sr.



Encarrega-me a Senhora Directora do Departamento de Ambiente e Espaços Verdes, na sequência do seu e-mail de 3 de Outubro de 2008, o qual nos mereceu a melhor atenção, de informar, de acordo com indicação dos serviços competentes do Departamento, que estão previstas, e irão ser executadas, plantações na presente época de plantações no Parque do Vale Grande.



Quanto aos trabalhos de plantação serem feitos pelos munícipes, é uma manifestação de participação cívica que registamos com agrado mas infelizmente ainda não estamos preparados para a poder aceitar, uma vez que há que acautelar um conjunto de aspectos, que vão desde o respeito pelos planos de plantação até à segurança das pessoas que fariam esses trabalhos, passando pela salvaguarda de infra-estruturas de subsolo, etc. Trabalharemos no sentido de que isso venha a ser possível num futuro próximo.



Quanto à “derrocada” junto à rotunda, originada por intempérie do Inverno passado, a mesma aguarda reparação por parte da Sociedade Gestora do Alto do Lumiar, dado tratar-se de uma obra ainda na garantia.



Agradecendo a sua colaboração apresento os melhores cumprimentos,"



A ver vamos.

Anónimo disse...

pode ser que antes das eleições acabem o das Conchas, que precisa de bem menos obras (acabar o muro) e é o que se vê!

este oeste vai ser lindo, de facto, mas bancos com encosto e esplanadas, PLEASE!

Anónimo disse...

todo o parque é uma esplanada... será que ainda não reparou? ou deseja cafés e ciber-cafés, macdonald's e afins para o consumo...?
ó anónimo, aproveite o ar que esta esplanada tem e cale-se...
de fracas ideias estamos todos fartos...

olhe, deite-se na relva ou transporte uma cadeirita como deverá fazer quando vai à praia...(ou não...)!

deixe-se de tretas e responda ao que o post propõe... é sempre a mesma treta!!! queremos isto e aquilo, e mais isto, mas falta aquilo e mais outro...