quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Viver entrevista Dr. Nuno Caleia, Director da UPAL


Está marcada para amanhã às 10h uma entrevista do Viver na Alta de Lisboa - BI cívico ao Dr. Nuno Caleia, Director da UPAL (Unidade de Projecto do Alto do Lumiar), o departamento da CML na Alta de Lisboa.

Como somos um movimento cívico, lançamos o seguinte desafio aos nossos estimados leitores:

Tem alguma pergunta que gostasse ver respondida pelo Director da UPAL? Escreva-a na caixa dos comentários. As melhores serão seleccionadas para fazerem parte da entrevista na 5ª feira de manhã.

16 comentários:

Anónimo disse...

Que medidas estão a ser tomadas para alterar o coeficiente de localização para efeitos do IMI uma vez que as infraestruturas de que dispomos são manifestamente inferiores às de outras zonas em que este coeficiente é mais baixo?
(Compare-se, por exemplo, com a zona do Centro Comercial do Lumiar).

Luís Lucena disse...

As grandes perguntas são as mesmas de há muito tempo, já que o desenvolvimento do PUAL é lento ou inexistente:

1. Porta Sul - para quando
2. Av. Santos e Castro - para quando a conclusão
3. Ligação ao Campo Grande – para quando
4. Eixo Central - como acompanham a obra (próxima pergunta)
5. Relação CML-SGAL: a) cooperação; b) fiscalização quer em novos desenvolvimentos do projecto quer em obras do passado que não respeitam critérios de exigência; c) processos de entrega/recepção de obras e equipamentos (como garantir que o representante do cidadão promove uma recepção apropriada).

Luís Lucena disse...

Pergunta 6. Para quando a completa operacionalização da esquadra (Av. Helena Vieira da Silva); incluindo desocupação por parte da Divisão de Trânsito. Tudo de acordo com o planeamento anterior à construção da esquadra.

Anónimo disse...

Adiciono mais um conjunto de perguntas:

- Para qd a colocação da protecção na paragem da Carris, na Helena Vaz da Silva q ficou a meio da obra e se encontra parada desde há 3 meses ?

- Para qd a ocupação por serviços camarários ou outros da totalidade das lojas do Condomínio da Torre;

- Para qd uma estação dos CTT na Alta, para q os moradores não tenham q se deslocar a meio da Calçada de Carriche ?;

- Para quando uma fiscalização eficaz e séria às residências de habitação social, com vista a confirmar se os moradores estimam aquilo q lhes é "dado de mão beijada" ou se já destruiram tudo;

- Para qd uma pedido de fiscalização às entidades competentes, com vista à realização de fiscalizações , (compostas por brigadas multidisciplinares das Finanças, Seg. Social,etc.) aos moradores da habitação social - a frota automóvel cada vez é mais refinada (agora até já inclui BMW's X5)e ninguém faz absolutamente nada contra esta pouca vergonha !!!! Andamos nós com a corda na garganta com o valor das prestações das hipotecas (qq dia a comer uma lata de sardinha) enquanto esta malta anda de Mercedes, BMW's, Volvos, Audis e afins .... 1º passo verificar o sinais exteriores de riqueza; 2º passo - cruzar com as declarações de rendimentos; 3º actualizar (nos casos q tal se justifique) o valor das rendas sociais; 4º Nos casos em q as casas já se encontrem degradadas, obrigar ao pagamento da sua reparação e à consequente acção de despejo.

Anónimo disse...

Para além da operacionalidade da esquadra, para quando policiamento de proximidade na Alta de Lisboa? Para quando policiamento para evitar também o estacionamento caótico na Alta de Lisboa?

Mr. Steed disse...

obrigado pela colaboração.

(acho que vamos levar tendas e umas sandes porque a entrevista é capaz de demorar algum tempo)

Anónimo disse...

Que solução defende para o cruzamento?

Porque está parado o LX Condomínio e o que fez a UPAL para desbloquear a situação?

Porque não avança o Centro Cultural?

Porque está parada a Santos e Castro e o que fez a UPAL para contrariar a situação?

Mário Saa disse...

Que opinião tem da actuação da UPAL no passado?

Qual a sua posição relativamente às acusações que envolveram o penúltimo director veiculadas pelo blog do PS Lumiar no que respeita ao favorecimento da SGAL?

Há algum fundo de verdade nas alegações de ligações entre um dos empreiteiros da Alta e o seu antecessor?

Aparentemente, o Eixo Central não pode ser concluído enquanto as instalações do Centro Social da Musgueira não forem demolidas. Porque é que ainda não se deu esse passo? O Centro é mais importante que a principal via da urbanização?

Joana disse...

A pergunta é mais "pq é q as novas instalações do csm ainda não avançaram?"

Mr. Steed disse...

e o q é que se faz ao centro? é demolido e acaba?

Mr. Steed disse...

mário saa:

de que alegações e favorecimentos fala?

a que ligações entre empreiteiros e a SGAL é que se refere?

tem alguns links para notícias que refiram essa situação?

Mário Saa disse...

mr. steed:

basta ler com atenção o que foi publicado nos ultimos anos neste blog (principalmente nos comentários) e no blog do PS-Lumiar com uma troca de palavras entre o visado e os comentadores. Há ainda a polémica acerca do pagamento ou não de taxas de loteamento por parte da SGAL com acusações mais ou menos directas feitas por responsáveis intermédios da autarquia (falou-se num inquérito e tudo). Tudo o que eu sei é o que li por aqui e ouvi na rádio. Vocês não leram e não ouviram?

Sendo "bocas" seria importante vocês do Viver aproveitar a oportunidade e extrair do representante da Câmara uma declaração "oficial" de ilibação ou comprometimento com as mesmas. É o bom nome das pessoas e é o bom nome das instituições. Curiosamente, depois do espalhafato todo que foi feito por causa dos supostos milhões que a Câmara tinha perdido por falta de pagamento das tais taxas, nunca mais se ouviu nada. Perdeu ou não perdeu? Era areia socialista para os nossos olhos ou houve de facto incompetência= Um de vocês escreveu um post há uns meses a falara disto . Alguém da Câmara vos deu uma resposta?

E não leia o que não escrevi. Eu nunca falei de ligações entre a SGAL e os empreiteiros.

Mr. Steed disse...

sim peço desculpa, "um empreiteiro da alta e um seu antecessor" assim é que é.

no viver escreve um grupo alargado de pessoas. nem todas sabem dessas histórias (nem temos essa pretensão). eu por exemplo não ouvi falar desses assuntos mas é possível que outras pessoas da equipa os conheçam. se alguém estiver por dentro da situação e se fizer sentido podemos perfeitamente incluir alguma das suas sugestões. obrigado.

e já que estamos a falar sobre entrevistas, quer responder à pergunta que deixei sobre a solução a dar ao Centro Social da Musgueira?

Anónimo disse...

Obviamente, "era areia socialista para os nossos olhos"
E resultou.
O Dr. Carlos nunca mais apareceu por aqui.

Anónimo disse...

A Div de Trânsito só serve o Colégio em frente e multa os utentes do Pingo DOce, de resto, nem vê-los.

É manifestamente uma subversão da finalidade do investimento da SGAL numa esquadra para os utentes da alta, logo, uma subversão das promessas (formalizadas no PUAL) feitas aos que ali compraram casa:

PARA JÁ NÃO FALAR DA ESCOLA PÚBLICA TROCADA POR UMA PRIVADA MUITO PRIVATIVA.

E o que é feito do Centro Cultural?

E que tal uma nova freguesia da Alta de Lx?

E a URGENTE adequação do IMI às reais condições das acessibilidades e dos equipamentos públicos (nem uma rotunda de plástico nos dão!). A rever quando as vãs promessas forem cumpridas, claro.

Veja-se a Av de Roma, Alvalade...

Mr. Steed disse...

entrevista efectuada. agradecemos ao Dr. Nuno Caleia o tempo que nos dispensou e a vossa colaboração com sugestões de perguntas.

Quase todas foram colocadas - faltou tempo para colocar todas as questões.

Brevemente aqui no Viver, o resultado desta entrevista!