terça-feira, 7 de outubro de 2008

24 Horas noticia a rotunda


GRUPO DE CIDADÃOS PROTESTOU CONTRA CRUZAMENTO COMPLICADO
Moradores fazem rotunda “pirata”
Texto • Hugo Soares
hugo.f.soares@24horas.com.pt


Cansados de esperar por uma solução por parte do poder público, um grupo de moradores da Alta de Lisboa decidiu resolver o problema do cruzamento da Rua Helena Vaz pelos seus próprios meios — construíram uma rotunda. No entanto, esta durou pouco tempo — ontem de manhã foi desmontada e o caos do cruzamento voltou a apoquentar os moradores da zona.

A situação foi descrita no blogue Viver na Alta de Lisboa (viveraltadelisboa.blogspot.com), cujo responsável descreveu ao 24horas todo o processo. “Houve inúmeros acidentes naquele cruzamento”, onde confluem cinco ruas, contou Tiago Figueiredo.

Então, “um grupo de cidadãos resolveu lá colocar a rotunda”, na madrugada de sábado. Esta, garantiu Tiago Figueiredo, “funcionava”. “O trânsito fluía”, garantindo que a rotunda foi retirada ontem por volta das 11h00.

Segundo o responsável do blogue, a procura de uma solução para aquele cruzamento dura “há mais de um ano”, pelo que acredita que a construção da rotunda foi “uma forma de protesto” contra a falta de soluções.

Uma situação admitida por Nuno Calaia, da Unidade de Projecto do Alto do Lumiar, entidade da Câmara de Lisboa que trata da implantação do plano de urbanização na área.

“Compreendo a insatisfação” da população, afirmou ao 24horas, já que “o esforço” de tentar arranjar uma solução para o cruzamento “não é visível” para os moradores. “A solução que lá está neste momento não é satisfatória”, admite ainda Nuno Calaia, que garante que será encontrada uma nova solução a “curto prazo”.

“Tivemos uma reunião com o Departamento de Tráfego da Câmara a 16 de Setembro”, explicou, garantindo que “falta uma escolha técnica” para resolver o problema. Em cima da mesa está a colocação de semáforos ou a construção de uma rotunda, que permita uma melhor regulação do trânsito. “O mais urgente é tomar a decisão, depois depende do tempo da obra”, afirmou.

1 comentário:

mvc disse...

O jornal metro também noticiou a rotunda. Foi uma notícia bem mais pequenina, mas lá estava, com cerca de 8x6 cm. Não tem, no entanto, qualquer tipo de desenvolvimento, apenas um mini-texto, acompanhado de uma fotografia: "No fim-de-semana, um grupo de moradores da Alta de Lisboa construiu uma rotunda com blocos de plástico, num cruzamento onde confluem 18 faixas provenientes de 5 vias, em protesto contra a insegurança rodoviária daquela zona.".

E tenho a dizer: a rotunda funcionou muito bem enquanto lá esteve!