segunda-feira, 5 de maio de 2008

Escolhas e Correrias

Começou o mês de Maio e, com ele, começou a corrida às inscrições para o próximo ano lectivo em Creches, Escolas e Jardins de Infância.

A Alta não é diferente. A procura de vagas de Creche é um exercício penoso. A oferta não se aproxima sequer da procura, como acontece um pouco por todo o país. É uma resposta social muito cara. A lei exige muitos recursos humanos para um grupo muito restrito de crianças. Por esse motivo, a Creche é desenvolvida principalmente pelas Misericórdias (entidade que consegue suportar os seus elevados custos de funcionamento) ou por privados que praticam mensalidades muitas vezes proibitivas. Na Alta há muitos casais jovens com filhos pequenos. Encontrar uma colocação de um filho em Creche que lhes permita ir trabalhar é... um pesadelo.

A partir dos 3 anos, para as crianças em idade de Jardim de Infância, as coisas melhoram significativamente. Há uma oferta pública, uma oferta privada, uma oferta da Misericórdia (embora cada vez mais reduzida para dar lugar a uma maior resposta de Creche) e ainda, uma oferta de instituições particulares de solidariedade social (IPSS) como o Centro Social da Musgueira. As famílias têm oportunidade de escolher. O leque é diversificado e vale a pena conhecer aquilo que as diferencia.

O Centro Social da Musgueira aceitará durante o mês de Maio às pré-inscrições de Jardim de Infância para o próximo ano lectivo 2008/2009. O seu modelo educativo assenta numa perspectiva construtivista, centrada na criança e numa pedagogia de participação. A metodologia de projecto é a sua ferramenta. A educação é para a diversidade e para a cidadania.

Aqui fica a proposta. Atreva-se a conhecer.

6 comentários:

Anónimo disse...

Ola Ana B.
Qual e o vosso calendario?
qual e o vosso horario?
as mensalidades variam entre que valores?
servem almocos?
aceitam criancas com fraldas?
qual e o racio professor aluno?
quantas criancas existem por grupo?
os computadores sao obrigatorios?
tem algum psicologo, professor de musica, professor de "movimento"?
Qual e a formacao dos educadores e funcionarios?
tem cursos de primeiros socorros?
fazem saidas?

Pedro Veiga disse...

É de facto uma angústia. Muitas vezes faz-se a pré-inscrição e não ficamos a saber que hipóteses existem. O nome fica numa lista que não se conhece o fim nem o princípio. Apenas nos dizem: "é provável que tenha lugar dentro de um ano mas não deixe de procurar outros sítios". E lá vamos de mapa da cidade nas mãos bater a mais portas na esperança do aparecimento de uma vaga milagrosa.
Ainda há políticos que perguntam: "O que é preciso fazer para que nasçam mais crianças em Portugal?" Sim, o que é preciso?

Anónimo disse...

A minha filha andou lá e foi das melhores experiências que vivi e ela também!
É gratificante verificar que, embora com poucas condições (visto por fora) seja uma escola de excelência que prima pelo rigor e, acima de tudo, pela felicidade das crianças. É um projecto fantástico!
Todos os que lá trabalham são maravilhosos!
Bem Haja a todos a quem cuidaram tão bem da minha filha:) MARIA DA NOVA GONÇALVES

ass. Luís Gonçalves

Ana B. disse...

Uff! tantas dúvidas, tantas questões... Ainda bem! Fazem parte de uma escolha séria e consciente. Todas as questões levantadas no primeiro comentário constituem factores de diferenciação muito relevantes na hora de tomar decisões. Não só, mas também. Tenho a certeza que o Centro Social da Musgueira terá todo o gosto em esclarecer todas as dúvidas e satisfazer todas as curiosidades, mostrando inclusivamente as suas instalações. O melhor é mesmo aparecer por lá e ver com os próprios olhos. Porque como diz o Luís, a aparencia exterior engana e não é reveladora do que se passa lá dentro. E há coisas que se sentem, que são difíceis de explicar... ou que pelo menos eu não consigo explicar aqui.

Anónimo disse...

Mas Ana B., ha quem nao possa ai estar e portanto visitar.
Algumas das respostas nao implicam visita. Eu sei que parece uma loucura ou uma aberracao, mas eu gostaria muito de fazer uma escolha consciente e informada.
E para que gastar tempo com uma familia se por exemplo, houver questoes de incompatibilidade filosofica?

Joana disse...

Como mãe com um filho de 3 anos no CSM posso dizer q estou mto contente. E o pai também. E os amigos e família notam uma grande diferença nele (essencialmente de desenvoltura verbal).

Posso responder a algumas das questões:

- Fecham em Agosto
- Horário até às 18 e 30
- Servem pequeno-almoço, almoço e lanche.
- Fazem saidas e colónia de férias

O resto vê-se numa visita que é sempre feita com muito carinho. No meu caso, antes de colocar lá o Pedro, acho que fiz 3 visitas. Uma só, eu, outra com o pai, etc. E "perderam" sempre cerca de 2 horas connosco. Mas se lá forem verão bem q não é frete algum e o entusiasmo com que apresentam o projecto pedagógico. É excelente e, neste momento para mim, a grande mais valia do local onde moro.