terça-feira, 11 de março de 2008

A RTP 1 veio à Alta de Lisboa

"As pessoas têm toda a razão. De facto não se compreende porque é que as coisas se atrasam tanto tempo."
Arqº Manuel Salgado, Vereador do Urbanismo da CML
em declarações à RTP sobre os atrasos da Alta de Lisboa

Passou hoje, no Portugal em Directo, na RTP 1. Para além do do Vereador do Urbanismo, o programa contou com depoimentos de dinamizadores do Viver na Alta de Lisboa - BI cívico e do Presidente da JF Lumiar, Nuno Roque.

9 comentários:

Anónimo disse...

"As pessoas têm toda a razão. De facto não se compreende porque é que as coisas se atrasam tanto tempo."... Entao esperem la' mais 6 anos pelo Eixo Central...

E o vereador consegue dizer esta coisas com uma cara de pau impressionante.
PD

Anónimo disse...

Gostei muito de vos ver em carne e osso.
obrigada Pedro e Tiago pelo vosso trabalho.
O que e que podemos fazer para ajudar?

PedroSky disse...

Fantástico trabalho. Todos os habitantes do bairro ficam - uma vez mais - em dívida convosco.

Anónimo disse...

Já ontem vos dei os parabéns e hoje volto a dar. Obrigado pela dedicação incansável à nossa Alta de Lisboa.

Rui

Pedro disse...

Quero acreditar que, quando o Arq. MSalgado falou em 6 anos se estava a referir ao Eixo Central E aos lotes de escritórios envolventes.

6 anos para uma obra que já começou é uma distracção tanto mais que a mesma é da responsabilidade da SGAL. (A não ser que fosse uma ironia...)

Anónimo disse...

Sim, mais uma vez parabéns ao Viver e ao vosso trabalho e dedicação.

Pedro Veiga disse...

Parabéns ao Tiago e ao Pedro pela dedicação que têm dado a esta causa.
Esta reportagem toca no essencial dos grandes problemas da Alta e mostra alguns dos atrasos mais gritantes no projecto. Por várias razões acredito que este projecto nunca será finalizado nos moldes em que foi projectado dada a evolução da crise mundial (elevado preço das matérias primas, elevadíssimos juros, elevado desemprego e crise social). De qualquer forma se as acessibilidades forem melhoradas poderá haver sempre a possibilidade de criar um plano B para a zona que não seja tão "imobiliariamente" ambicioso. Só o tempo o dirá.
Os seis anos para a conclusão do eixo central parecem-me excessivos...

Anónimo disse...

Ate' vao ser muito mais que 6 anos, se o eixo central esta' dependente da Porta Sul, que esta' dependente das negociacoes com o LNEC, que esta' dependente da CML ter alguma coisa para oferecer ao LNEC por troca dos terrenos, porque agora ainda nao tem nada nem vai ter em breve, enquanto o Tribunal de Contas nao aprovar os emprestimos, o primeiro para pagar as dividas e depois os outros para a CML poder fazer alguma coisa, incluindo algum dinheiro para pagar ao LNEC pelos terrenos e e' preciso que o LNEC nao peca muito senao vai e' tudo para tribunal, com mais 15 anos entre instrucao, decisao e os multiplos recursos...

TUDO ISTO E' RIDICULO.

E' claro que podemo-nos tornar todos em "acreditadores" profissionais, por velinhas em Fatima, etc...

Eu por mim acho que vale a pena investigar quais as relacoes destas pessoas que estao agora na CML, que tambem estiveram com o Dr. Joao Soares e mais recentemente na camara de Loures com empresas de c. civil como a Obriverca e eventualmente outras, que tem projectos em e nos arredores de Lisboa que sao concorrencia directa com a SGAL e a Alta.

Anónimo disse...

Estiveram bem ó rapaziada do Viver.
Parabéns e que continuem assim.
Gostei sinceramente.