quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Adaptações

Rua da Musgueira, há alguns anos atrás. [fotografia tirada daqui]

Edifício de realojamento da população da Musgueira, presente


Nos últimos anos, o sector imobiliário em Brastislava registou um desenvolvimento sem precedentes. Esta tendência parece-lhe natural?

Brastislava assistiu recentemente a uma multiplicação frenética de imóveis de uma altura surpreendente. Se Praga ter hoje três edifícios que ultrapassam os 100 metros e Brno apena um, aqui já existem deis construídos e mais de uma dezena de projectos idênticos na gaveta. Na sua maioria, não se trata de instalações comerciais ou administrativas, mas de prédios de habitação. Ora, temos muito pouca experiência neste domínio. Vamos ser confrontados com mais problemas psicológicos e sociológicos do que técnicos.

Entrevista a Stefan Slachta, arquitecto-chefe de Bratislava, no jornal SME

2 comentários:

Joana disse...

Este é um bom ponto que me parece habitualmente descurado por aqui. A vivencia de um prédio não é a mesma que a vivência de uma rua de casas térreas. As relações q se estabelecem numa rua, no máximo, estabelecem-se com os vizinhos de patamar. E não há reunioes de condominio q mudem isso, talvez ate pelo contrário.

Anónimo disse...

onde e que e o mercado das galinheiras,agora?