segunda-feira, 26 de junho de 2006

Outra perspectiva do Parque Oeste



Uma vista diferente da que estamos habituados deste Parque que tarda em abrir ao público, apesar de já entregue à CML. Claramente procura-se dar tempo à flora para se adaptar e fortalecer antes de ser exposta a uma utilização frequente. O caminho pedonal está ainda por fazer mas irá ser concluído e ligado à zona Sul da Alta de Lisboa, passando a ser utilizável mesmo durante as obras da futura malha 6, entre o Parque Oeste e o Condomínio da Torre, o que será importante para a mobilidade pedonal entre os dois polos.

Ver mais fotografias






11 comentários:

ana disse...

que maravilha de fotos!
obrigada Tiago.
Li num comentario algures que ja ha luz no parque a noite.
devagar se vai ao longe.
parece-me que ainda ha e uma enorme area para urbanizar. mais lama, mais camioes, mais confusao.

Tiago disse...

Há luz no caminho pedonal e na pérgola, não no resto do parque. Enfim, não há dinheiro. Iluminar um parque desta dimensão é muito caro. O trajecto entre o metro da Ameixoeira e a Alta de Lisboa é que não sei como vai ficar. Provavelmente não tão curto como possível.

Pedro Veiga disse...

Belas fotografias Tiago!
Quanto à abertura nem um sinal, o que é pena, sobretudo quando se aproxima uma fase de greves dos transportes públicos a começar já esta semana com o metro.

paisagir disse...

alguém me sabe dizer quem projectou este parque? gostava de obter mais pormenores sobre o parque e de ver outras fotografias ou peças desenhadas.
muito obrigado, diogo.

Ana Louro disse...

O projecto de arquitectura do Parque Oeste (Parque do Vale Grande) é da Professora Isabel Aguirre de Urcola com colaboração da Arq.ª Ana Carvajal García.

paisagir disse...

Muito obrigado pela rapidez da resposta.
Há alguma razão para o projecto não ter sido entregue a um arquitecto paisagista português?

Ana Louro disse...

Não sei se tem algo a ver, mas o urbanista responsável pelo PUAL - "Plano de Urbanização do Alto do Lumiar", aprovado em 1996, foi o arquitecto espanhol Eduardo Leira.

http://www.dre.pt/pdfgratis/1998/10/248b00.pdf

Ricardo disse...

Já alguém deu conta que estão a cortar as árvores junto à rotunda de acesso ao Eixo N/S? São a únicas árvores que temos....

Tiago disse...

A sério? Pensei que as fossem aproveitar na 2ª fase do Parque Oeste. :-(

Pedro Veiga disse...

Estão mesmo a acabar com as árvores. É sempre assim. Nem a arquitectura dos famosos salva as nossas árvores da voracidade das máquinas urbanizadoras!

Ana Louro disse...

O quê? Então algumas das poucas que restavam no domingo passado já foram abatidas... Imperdoável.