terça-feira, 25 de abril de 2006

Barbaridades urbanísticas

25 de Abril de 2006, 10 horas da manhã

Saindo do território da Alta de Lisboa pela azinhaga de S. Bartolomeu depara-se com este absurdo:

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Continuar a ler
Está em construção um prédio de habitação com 7 pisos acima da cota soleira …

Photobucket - Video and Image Hosting

Mesmo em cima do nó da Ameixoeira do eixo Norte-Sul!

Por sua vez, a azinhaga de S. Bartolomeu está definitivamente estrangulada!

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Que confiança podemos ter nesta Câmara Municipal que autoriza estas enormes barbaridades urbanísticas mesmo ao lado de uma área planeada?
Quem comprar estes andares poderá apreciar o bom cheiro e o harmonioso som de uma auto-estrada que ligará a ponte Vasco da Gama à ponte 25 de Abril.
Responsabilidades?

4 comentários:

Ana Louro disse...

É escandaloso. Confiança? Com este exemplo se calhar pouca ou nenhuma.
Faço a mesma pergunta: Responsabilidades?

Tiago disse...

Que grande bandalheira! Temos que começar a organizar qualquer coisa a sério contra esta gente que dirige assim o país. Já chega de desonestidade, de incompetência, de pulhice!

Pedro disse...

Volto a defender a minha dama: quem para aqui vier já sabe ao que vem. E quem, como os habitantes do Lumiar, já lá mora há mais de 30 anos e se verá dentro em breve confrontado com o "bom cheiro e harmonioso som de uma auto-estrada"?
Ler o Estudo de Impacto Ambiental elaborado por profissionais idóneos e nada respeitadores da entidade que lhes pagou os honorários é elucidativo...

Tiago disse...

Sim, Pedro, tens toda a razão. É ainda mais grave passarem o eixo Norte-Sul no meio do Lumiar, mas o problema acaba por ser o mesmo. Fazer-se uma cidade sem critérios de qualidade de vida, à balda, de improviso.