quarta-feira, 3 de agosto de 2005

Construção do Eixo Norte-Sul







Está em fase adiantada de construção o túnel que liga o nó da Ameixoeira ao nó da Avenida Krus Abecassis. A dimensão impressionante desta estrutura de betão armado dificilmente se percebe nas fotografias. Alguém me sabe dizer se vão cobrir de terra o túnel depois de terminado, continuando a colina de São Gonçalo?

Outra das obras mais complexas do Eixo Norte-Sul, o viaduto sobre a Avenida Padre Cruz que irá concluir a ligação deste novo troço ao já existente desde Telheiras à ponte 25 de Abril, não teve ainda início, pelo que o usufruto desta importante ligação rodoviária da Alta de Lisboa ao centro da cidade só será possível daqui a muitos meses.

6 comentários:

Ricardo Soares disse...

Penso que esta zona é junto ao forte da ameixoeira. No estudo de impacto ambiental a zona foi considerada como muito sensivel. Certamente que se chegou à conclusão que um túnel seria a única solução viável para a zona pelo que a ideia será, certamente, deixá-la com o mesmo aspecto visual ao anterior à obra

Tiago disse...

Ou seja, voltar a cobrir de terra. Obrigado, Ricardo!

Ricardo Soares disse...

Eu é que agradeço as excelentes "foto reportagens". O que se terá passado aqui é que se impunha a contrução de um túnel quase à superficie em que esta não possui algo de valor e se opta por fazer o mesmo a descoberto á semelhança do que foi feito na Av. João XXI e no túnel do Marquês visto que estas soluções são economicamente preferiveis. Lembro-me de um túnel na CRIL ou na CREL em que o problema eram as pegadas de dinossauro em que se teve de construir o túnel, que nem era para existir, recorrendo ao método habitual da tuneladora com os custos associados. Resumindo acho que vamos mesmo ter a zona coberta de terra.

Pedro Veiga disse...

A conclusão desta via está então adiada! Tal como o fecho da CRIL. Não se compreende!

Pedro disse...

Será que o EIA do nó do Lumiar está online? É que gostava de saber qual o qualitativo utilizado para o definir... Serão os ouvidos e o seossego dos moradores menos... "sensíveis"?
Penso que seria inconcebível num país civilizado a construção de uma via rápida em viaduto a menos de 50 metros de prédios de apartamentos mas estamos em Portugal... O exemplo de Algés continua a ter seguidores.

Ricardo Soares disse...

http://www.iambiente.pt/IPAMB_DPP/avaliacao/infoAIA_aval.asp?idEIA=889

http://www.iambiente.pt/IPAMB_DPP/historico/infoAIA.asp?idEIA=588