quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Margarida Saavedra (PSD) pretende reunião com Viver na Alta de Lisboa - BI cívico?

Recebemos há meses um contacto do Gabinete de Vereadores do PSD, na pessoa de um representante da Sra. Vereadora Margarida Saavedra, mostrando interesse num encontro com o Viver na Alta de Lisboa. Foi a 23 de Julho. Solicitavam um encontro com representantes do Viver para discussão da evolução urbanística da Alta de Lisboa, destacando o Parque Oeste, a Avenida Santos e Castro, a Esquadra da PSP, o terminal da CARRIS e o nó das Calvanas. Pediam também o reenvio por email do questionário enviado para todas as forças políticas da CML meses antes, alegando um impedimento no sistema informático para então não ter tido acesso.

A resposta foi pronta, no dia seguinte, a 24 de Julho. Enviámos os documentos solicitados e marcámos encontro para depois das férias.

A 26 de Setembro o Viver reiterou interesse no encontro e perguntou pelas respostas aos questionários pedidos.

O PSD respondeu a 30 de Setembro depois a "confirmar a vontade e disponibilidade dos Vereadores do PSD em reunir [connosco] e fazer uma visita às zonas já referenciadas." Acrescentava ainda que os documentos enviados tinham resposta já redigida para ser "entregue em mão pela Senhora Vereadora".

A 11 de Novembro, o Viver perguntou novamente pela data pretendida para o encontro e pediu, dado este protelamento, se as respostas ao inquérito podiam ser enviadas por email para as pudessemos dar a conhecer à população.

Nenhuma resposta foi dada pelo Gabinete de Vereadores do PSD.

A 27 de Novembro voltámos a insistir. Estamos mesmo com muita curiosidade em conhecer as ideias do PSD sobre a Alta de Lisboa.

E os leitores?

11 comentários:

Anónimo disse...

Talvez alguém tenha descoberto que os senhores escritores são representantes de muito poucos aqui na Alta.
Mas sim, estamos muito muito curiosos. Quando tiverem resposta digam, está bem?

Anónimo disse...

eu ca acho que eles so vao dar respostas blabla

kiko disse...

"Se votarem em nós fazemos isto, se votarem em nós fazemos akilo, se votarem em nós... acabamos com a fome no mundo.."

"Cambada de xupistas!!!"

Anónimo disse...

Ele vêm cá lá mais para a frente, nas eleições. Isso deve ter sido engano.

Anónimo disse...

mas quem é o Viver para representar os moradores da Alta de LX????

podem apagar isto...
mas faço parte de um núcleo que não se revê neste blog e que acha que vocÊs deviam era de estarem quietinhos!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Mas quem é que disse que o Viver era representante da Alta para estar tanta gente assim tão indignada?

Carlos Moura Carvalho disse...

Pois eu estou curioso em conhecer.
Como também estou curioso em saber o que pensam as outras forças políticas.
Seguramente, no próximo ano, vão estar todas pela Alta, mas interessante era saber agora. Daqui a umas semanas, lá para janeiro/fevereiro perderá interesse...
Ah! E pessoalmente sinto-me representado pelo Viver.
Também não conheço outros candidatos a representante, ou há?

João Tito Basto disse...

Mas é preciso um representante para a Alta? Eu pessoalmente preferia ter 100. Não será mais importante ter moradores mobilizados e empenhados para desinteressadamente defenderem soluções que acreditam? Não será mais importante entender que há muitas maneiras ou modos de trabalhar em prol da Alta de Lisboa? Eu sinto-me, com muito orgulho, representado pelo Viver, mas também por várias instituições locais, pelas Juntas de Freguesia (por vezes) e por todos os que têm uma perspectiva construtiva e positiva dos problemas locais.

Pedro disse...

Há uma diferença em sentir-se representado por uma entidade e essa entidade ser a representante de alguém.

Nunca, enquanto Viver nos sentimos tentados a representar algo mais do que a nossa maneira de estar no mundo, de viver as coisas, de intervir civicamente. Se quem nos lê e com quem partilhamos as angústias e as satisfações, os protestos e contestações, as boas e más decisões, as reacções desproporcionadas e as muito atinadas, as críticas por vezes exageradas e as mais que justas - se revê, de alguma forma, em nós e se declara - visível ou silenciosamente - em nós representado, ora - que profundo sentimento de humildade nos sobe e nos impele a continuar assim.

E tens razão João, tanto quando dizes que em muitos lados nos sentimos representados como só às vezes nas Juntas que andam um bocadinho fechadas no mundo que construiram e pelo qual trocaram a realidade... Mas é para isso que cá estamos todos não é? Para delatar essa realidade e torná-la melhor?

É o que também te tenho visto a fazer a ti, desde que nos conhecemos.

Mr. Steed disse...

Eu venho esclarecer que só me represento a mim e mesmo assim mal.

Gostei da intervenção do ser humano que veio aqui dizer que devíamos estar quietinhos. Faltou a parte do "senão um dia destes estão no lago do parque oeste com uns sapatinhos de cimento".

Um grande beijinho para esse ser humano.

Anónimo disse...

Alguém arranje s.f.f. o computador da senhora vereadora do PSD!!!
Malditos!!!
Pensam que um "impedimento no sistema informático" se resolve em 4 meses e meio?!!!!!