quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Update

[ABCnews.com]
04:00

Obama wins, bring on Jack Bauer?

If they could, YES WE CAN,

Vamos fazer da Alta e desta cidade um sítio melhor.

(O reverendo Jesse Jackson em lágrimas no meio da multidão. Oprah em "ebulição". Um passo para sermos todos mais iguais.)

04:20

O discurso de McCain é o de um senhor. Chegou 8 anos atrasado à nomeação do Partido Republicano.

22 comentários:

Anónimo disse...

Yeeeeeeeeeees! :)

Nuno Dias disse...

"YES WE CAN!"

Podemos sempre mudar o Mundo para melhor! Basta QUERER! Parabéns Obama, Parabéns USA.

ND

Pedro Veiga disse...

Ganhou o caminho da mudança. Há muito para mudar a começar pela forma como os EUA se relacionam com as outras nações não esquecendo a ideia de uma distribuição mais equitativa da riqueza.
Este país de dimensões continentais está de parabéns!
Fica a esperança de dias melhores.

Anónimo disse...

obama tera vontade de fazer coisas boas,sim talvez,mas quem esta por tras dele???esses que andam nas sombras ás vezes é que mandam sem quase ninguem se aperceber,pode ser que obama tenha inteligencia o suficiente para se conseguir fazer rodear de pessoas de confiança e afastar aqueles que só querem desviar para os seus bolsos e dos seus amiguinhos...a ver vamos

Anónimo disse...

não estou em crer que o pais mais racista do mundo e mais preconceitoso o deixe "governar" como quer durante muito tempo...

Anónimo disse...

Concordo consigo!Ainda não tomou posse e já começaram as ameaças....

Pedro disse...

O país mais racista e mais preconceituoso - "do mundo"? Então e os paises muçulmanos radicais (não há liberdade religiosa, não há liberdade política)? E os países totalitários - são menos preconceituosos?

Em que país alguém de uma minoria oprimida por esse racismo e preconceito poderia ser eleito presidente?

Em Portugal? Um cigano? Um negro filho de emigrantes e morador na Cova da Moura?

Gaba-te cesto...

Clara disse...

Hehe! Há dez anos era eu caloira de Direito, e numa aula prática ao estudarmos o sistema constitucional americano, o prof. disse-nos que o candidato mais votado pelo povo, poderia não ser eleito. Eu não acreditei, pareceu-me uma hipótese académica! Infelizmente, poucos anos depois, os EUA provaram-me que eu estava errada! Hoje também aconteceu algo que há pouco tempo me pareceria uma hipótese académica! E ainda bem! E ... esperemos que mais vezes no mundo a mensagem de tolerância e igualdade seja ouvida... e seja ouvida também aqui, no nosso país, e no nosso bairro, que é também uma mistura de gente com diferentes backgrounds...

Anónimo disse...

I think we can.
But there is so much to change and so little hope
I am so extremely happy for the american people and so sad for the portuguese.
Because Obama is an american and maybe only maybe from my portuguese students in Alta one Obama will arise, in 30 years.

Anónimo disse...

Maybe Obama had in his childhood a better teacher than your students have now.

Anónimo disse...

Maybe, just maybe

Anónimo disse...

or better neighbors and a much much better country

this teacher loved this:
http://farm4.static.flickr.com/3279/3006416363_95ef8de914_o.jpg

Anónimo disse...

oh, by the way my classroom is open to the community, so before you say something see something

Anónimo disse...

et maintenant un peit peut du français... je crois que l'opposition doit être mechante pour Obama. il doit être objectif mais les autres n'ont doit pas être trés sympa avec les politiques qu'il va implementer...

pour lers autres peuples il va continuer da la même façon...
les riches continuent riches et les pauvres doir être plus pauvres encore!

Anónimo disse...

lamento ver os professores deste país tao pouco crentes nos seus alunos e no país. Este pessimismo não é positivo. Como é que um professor que fala assim pode passar confiança e esperança aos seus alunos?

Anónimo disse...

Eu chamar-lhe-ia realista.
mas isso sou apenas Eu.
Os meus alunos sao magnificos. Nunca trabalhei numa comunidade tao receptiva e merecedora dos meus esforcos.
mas para serem bem sucedidos precisam de muito mais que uma professora que acredita neles.
precisam tambem de vos e dos vossos filhos.

Anónimo disse...

Sejamos então, realistas.

Quantos são os professores com real aptidão e carisma para o serem?
Quanto são os que são professores porque outras vias profissionais se fecharam?
Quantos são os que se preocupam mais em lutar contra regras e sistemas de avaliação, só porque irão contra o status quo em que se colocaram?

Por outro lado, teremos sempre de considerar a enorme falta de respeito, por parte de alunos e pais (não os chamo encarregados de educação, como na altura em que eu andava na escola, pois acho que esses reais educadores não existem mais).
Quando os professores que realmente têm gosto em ensinar, se têm de preocupar mais com a sua integridade e com a falta de respeito, do que com a qualidade do serviço que prestam, está tudo dito.

Não é preciso ir longe para ver as atrocidades que se cometem nas escolinhas da Alta.
Quando há alunos que são ostracizados e agredidos, apenas porque são os "meninos dos papás" que são trazidos à escola, ou porque detêm algum desafogo financeiro, ou só porque "sim"como se pode pedir que entreguemos os nossos filhos a essa realidade?
São casos pontuais? Possivelmente até serão. Mas infelizmente já são demasiados os casos pontuais de que ouvimos falar.

Tenho um pequeno que, daqui a menos de meia dúzia de anos, irá para a escola.
Não posso, não quero, nem vou sujeita-lo a experiências menos felizes de coloca-lo num espaço onde decerto não se integrará.

E será enorme o meu esforço em tentar conseguir coloca-lo numa das escolas Privadas e de qualidade que existem na nossa Alta, apesar de difícil ingresso e das verbas a pagar.

Mas afinal, eu já pago mesmo tanto pelo ensino de outros tantos (que ainda por cima, dele não querem aproveitar), porque não pagar para que o meu filho tenha acesso a alguma instrução, num ambiente em que se consiga desenvolver como pessoa?

Dir-me-ão que as coisas não são bem assim, nem que posso generalizar.
É, disso eu sei.
Os factos, porém, dizem-me outra coisa.
Quando a realidade são as taxas de sucesso escolar, a diferença de educação ou os meios que são colocados à disposição, já nem falo da motivação de alunos, do orgulho em aprender, da alegria em ir "prá escola".

Anónimo disse...

porque nao vem visistar a minha escola?
escreva para jardinssbartolomeu@hotmail.com
depois da sua visita
falamos outra vez

ate agora so ha UMA crianca dos predios de venda livre em todas as escolas publicas da alta.
ate breve

Anónimo disse...

The new/old segregated group:
the women and the old.
they lost the presidency but their ideals or ideas won (ban on gay marriage, liberalization of abortion...)
could we please read more then the headlines!?

another amazing link
http://www.flickr.com/photos/46623406@N00/3008572297

Anónimo disse...

boa noite,vou so deixar aqui o meu testemunho,tentei colocar a minha filha na creche,que pertence á santa casa,inscrevi a minha menina,e alguem de la disse-me em qual dos predios dos pers eu vivia,eu disse que morava numa casa comprada,que pagava uma renda muito alta e nao conseguia colocar a minha menina noutra creche,visto eu tar separada,a folha de inscriçao ficou por lá,ao fim de 2 meses nem sabiam dela,resumindo,tive mesmo que arranjar outra creche a pagar mais mesmo eu estando separada,como mae solteira,simplesmente na santa casa é mesmo so para os mais carenciados que nao teem trabalho ou que teem muitos filhos e que precisam de rendimentos minimos pra sobreviverem neste país,para uma mae solteira,que tem o seu ordenado e esta efetiva na sua empresa cuja renda leva 80% dos seus rendimentos,nao tem qualquer possibilidade de ser ajudada,Será que nao precisamos de ser ajudadas também??

Joana disse...

Dependendo da idade, o centro social da musgueira é uma alternativa. Tentei os meus miúdos durante 3 anos na mesericordia e nunca cheguei a lado nenhum. Aos 3 pus o mais velho no csm. O outro está à espera de fazer 3, é para o ano.

E, qd digo alternativa, não estou a ser justa. Está a milhas de distância, pedagogicamente. E sempre achei a mesericordia "fechada". De todas as vezes q lá fui às pre-inscrições nunca me mostraram o projecto, a escola toda. No csm houve sempre mto prazer em mostrar o bom trabalho.

Anónimo disse...

misericórdia.