quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Os leitores do Viver andam a pé nas ruas da Alta de Lisboa?

Segundo a sondagem recentemente realizada, das 194 pessoas inquiridas,

92 dizem que sim, sem problemas (47%)

35 dizem que sim, mas com algum receio (18%)

24 dizem que sim, mas só de dia (12%)

10 dizem que saem só para ir ao pequeno comércio (5%)

33 dizem que não, que andam sempre de carro (17%)

16 comentários:

Anónimo disse...

bom dia,é dificil sair em certas ruas da alta de lisboa,a maior parte das pessoas que se encontra sao pessoas sem educaçao ou miudos que de educaçao tambem nao teem nenhuma,mas se todos nós que para aqui viemos viver saissemos mais á rua sem medos estariamos se calhar a conseguir um ambiente mais calmo,temos o exemplo da zona de campo de ourique,antes ninguem queria la viver e agora é ver os preços das casas a subir,talvez se nós saíssemos mais á rua e convivessemos mais,o pessoal do realojamento nao ficaria a achar que a zona pertence a eles e nao "aos ricos que compraram casa aqui"....

Anónimo disse...

o problema é que os "ricos" que compraram casa t~em um pouco a mania e acham-se mais importantes que os outros ... por isso não são tão bem recebidos às vezes ... coisas da vida?

Anónimo disse...

nao sei se sera coisas da vida,mas talvez antes niveis de cultura duferente,e as vezes um pouco de má vontade de ambas as partes,tanto de um lado como de outro á o mau e o bom,e nem sempre se mostra vontade de co-existir em paz.

Anónimo disse...

concordo mais com a má vontade de parte a parte; e existe sempre o grande problema de realçar o mau e não elogiar o bom ... é assim em tudo na vida.

Anónimo disse...

Eu gostava de saber pq é que as pessoas que compraram casas na alta de lisboa a preços razoáveis (e mesmo que não fossem, isto não é a questão), são agora hostilizadas como "os ricos"... Não percebo, nunca percebi.

Anónimo disse...

não é para perceber .. talvez pelo ar empinado com que se passeiam no seus belos Audi's ou BMW's; ou pela maneira superior que olhem o pessoal dos PER's. Talvez um dia este mundo possa ser mais cor de rosa .. quem sabe ...

Luis disse...

experimentem o pequeno comércio... é um excelente argumento para andar pela rua. Tenho ido à mercearia dum PER situado entre o JSB e o CSG. A fruta é excelente e o preço nada exagerado, mas o que importa é a simpatia das pessoas... Noto ao longo da caminhada entre a minha casa e a mercearia que o asseio e aspecto das ruas tem melhorado imenso, pelo menos nestes lados.

Anónimo disse...

Mais uma vez quais ricos, quais pobres?
Aqui ha gente e na maioria gente de bem.
Os meninos da Alta sao meninos que jogam ao berlinde, apanham lagartixas e saltam a corda.
Ainda nao vi pokemons e essas tretas que custam dinheiro por aqui.
Alguns infelizmente tambem gostam de brincar ao wrestling, coisas de gente rica que tem tv com muitos canais em casa.

Quanto a gentrificacao da alta, espero que demore. Hoje comprei 8 refeicoes, pra 4 pessoas cada, por 30 Euros no talho da rua tito morais. Tratamento personalizado.

Esta semana as escolas nao fecharam na Alta. A cantina da 34 ja tem maquina de lavar louca. Uma turma foi ao Lagartagis de transportes publicos e todos celebraram o dia de todos os santos/dia das bruxas na escola. Poucas mascaras compradas, muita muita criatividade nas poucas que por la havia.
Comemos todos doce de abobora cozinhado por alunos e professora de 4 ano. As aboboras foram criadas na horta pedagogica da escola.
Tudo gente sem manias e com muita boa vontade.

Antes de mandarem bocas, vivam verdadeiramente na Alta. Andar de carro e ver as vistas nao chega.

Anónimo disse...

é por isso mesmo que eu dizia para andarmos mais na rua e nao ter medo de sair de casa,ha o bom e o mau de ambas as partes,mas se todos fizermos um esforço este vai ser um sitio estupendo para criar os nossos filhos,um sitio mais seguro,eu tambem conheço o talho da tito morais,a senhora que nos atende é de uma grande simpatia,a mercearia ao lado tambem,e a mercearia da d. carla mesmo ao lado da creche,apesar de haver pessoal dos per`s a chamar-nos de ricos porque compramos casas,seja a que preço for,tambem ha pessoal que sabe que muitos de nos nao somos ricos,vivemos do nosso trabalho,haja boa vontade e tudo se resolve,eu que nao conhecia aqui ninguem á 3 anos,hoje conheço desde a cigana que mora ao cimo da rua como o tecnico de eletricidade que trabalha na edp,ou o advogado que mora ao pé do stand da sgal.

Henrique Relogio disse...

Falar da Alta de Lisboa é falar de uma realidade dinâmica e em constante progresso. Podem nem sempre ser à velocidade que gostaríamos, mas espero que muitos dos posts que relatam e dão a conhecer o que se vai passando um pouco por todo o lado despertem a curiosidade e levem as pessoas a viver ainda mais e melhor.

Anónimo disse...

Caros
Desagrada-me fortemente esta conversa de ricos e pobres e per's e finos e outros apelidos que vos apeteça dar.
A coisa é simples e deve ser vista assim.
-Há Per's e gente que habita em Per's, muito bem.
-Há não Per's e gente que habita em não Per's, muito bem.
Qual é o problema? Desde que o mundo é mundo que as pessoas não tem todas a mesma vida, uns tem mais outros tem menos.
É assim, acreditem que não há volta a dar.
Só o estudo e a formação poderá fazer melhorar a condição de vida dos menos afortunados na tentativa de alterar as coisas.
Estudem, valorizem-se, mostrem que têm amor próprio e vontade.
É desta maneira que quem sente determinados incómodos e que pretende alterar a natureza das coisas procede.
Ouvi falar da Fundação Aga Khan.
Qual é o trabalho de campo que esta fundação desenvolve no sentido de procurar melhorar a formação dos nossos vizinhos que pretendam ser ajudados?
Não é bom estarmos a viver este projecto da Alta de Lisboa, que é também o desenvolvimento dos projectos das nossas vidas a olhar para o que uns tem e os outros não tem.
A postura deverá ser:
Vou valorizar-me para tentar um dia ter uma vida que me permita ter coisas que eu gosto e poder viver descansado.
Quanto ao pessoal que anda aí a fazer porcaria,que estraga tudo e que está a abusar, já vai sendo tempo de serem metidos na ordem, pois é assim que deverá ser.Este é apenas um problema de polícia mais nada.
A Alta é Altamente, com todos nós e sem distinções maradas.

Anónimo disse...

que tal fazer um google?
Vai descobrir facilmente o que faz a Fundação Aga Khan.
nem todos que fazem porcaria vivem em pers, sabia?

Anónimo disse...

mas ninguém diz que todos os que fazem porcaria vivem em PER (tal como todos os que vivem em não-PER não andam de BMW ou Audi)....

Anónimo disse...

alias,muitos daqueles que vivem em per`s teem melhores carros do que aqueles que sao considerados os ricos por algumas pessoas so porque conseguiram comprar casa.E tambem á muitos desses ditos ricos que vao apanhar o autocarro ás 7h da manha e nao teem qualquer problema com isso.

Anónimo disse...

desculpem lá mas isto parece conversa de putos...
que chatice...
é sempre a mesma m****!

Anónimo disse...

pois é... mas parece que há quem não entenda. aliás, aqui, como em todo o lugar, a conversa é sempre a mesma. com a diferença de aqui se passar para a acção, às vezes.