terça-feira, 5 de agosto de 2008

Fazer o caminho ... caminhando


Escrevo apenas para partilhar estas duas fotos que ilustram bem a dinâmica da Alta de Lisboa.


A dinâmica de uma cidade a crescer a ganhar forma.

As fotos foram tiradas perto acesso ao Eixo Norte Sul.
Num futuro próximo espera-se que venha a existir uma passagem superior a ligar os dois lados do jardim.




8 comentários:

Luis Ferreira disse...

Pelo que tenho visto , é bem capaz dessa foto ainda ser actual em Setembro... e já nem quero dizer de que ano para não ser mauzinho.

Pedro Veiga disse...

Quais 2 lados?
Ainda estou para perceber para que serve tanto betão armado. Fazer uma ponte larguíssima para unir um lago a uma rede que limita um estádio de atletismo...
Mais valia investirem o dinheiro numa boa ligação pedonal/ciclável em direcção ao metro da Ameixoeira.
Arquitectos...

Anónimo disse...

A passagem superior que está a ser feita no parque Oeste, junto ao Eixo N-S, é exclusivamente pedonal? Não haverá ali alguma alteração ao projecto?

É que parece-me uma estrutura demasiado grande apenas para isso, parece-me (devido às dimensões e à "robustez" da coisa) que também deve ser para carros. Se fosse só para peões, uma estrutura metálica ligeira seria mais adequada (digo eu).

Haverá alguma estrada a contornar o parque naquela zona? É que a ser assim, quem quiser ir da rotunda até ao Lumiar, já não tem que passar pela Ameixoeira.

Cumps
João

Anónimo disse...

Também achei betão e ferro a mais para uma travessia pedonal, mas como estamos a ficar cada vez mais um povo de obesos, se calhar apostaram na antecipação para não serem surpreendidos pelos pesos que ali se verificarão.

Pedro disse...

Vejam o projecto.
A passagem pedonal não é uma ponte para os peões atravessarem a rua em segurança; é antes a prossecução natural do parque oeste a qual terá de ser em altura porque tem a rua a cortar o parque - "passagem superior" é um nome melhor.

Se bem entendi a projectista será um "boulevard" para peões, com muita vegetação e bancos (esperemos que com costas!)

Quanto a uma via de circulação que faça o by-pass à Ameixoeira... não vai haver. Malhas que a falta de empenho da CML tece! Para fazer a cerzidura do todo, ou seja, Alto do Lumiar e envolvente, deveriam ter sido escolhidas equipas projectistas para os respectivos planos de pormenor das áreas limítrofes e assim articular as coisas.

Por não existirem é que foi criada a vergonhosa situação de se ter uma saída de auto-estrada (a Norte-Sul) ligada a um antiga azinhaga, sem dimensão para duas faixas. E é também pela mesma razão, acrescida da necessidade de poupança, que quem vier do Norte e quiser sair para o Lumiar, tem de fazer o rallie nas curvas e curvas da Ameixoeira, contribuindo assim para o aumento da poluição atmosférica e sonora, nesse troço da Freguesia.

É também pela mesma razão - a falta de articulação entre projectos e espaços, entre o novo e o existente - que aconteceram as últimas cheias na Alta e no centro do Lumiar as quais, provavelmente se o parque Oeste não estiver concluído, se tornarão a repetir nos mesmos moldes no próximo Inverno. Ainda que as infra-estruturas de esgotos pluviais do Alto do Lumiar estejam dimensionadas para a ocasião, elas ligam à rede antiga, totalmente inadequada para a actual situação de impermeabilização dos terrenos.

Anónimo disse...

"Quanto a uma via de circulação que faça o by-pass à Ameixoeira... não vai haver."

O plano original tinha uma ligacao do no' da Ameixoeira ao Lumiar, pela parte do parque Oeste em construcao actualmente, Tambem me parece que desistiram da ideia, uma vez que o lago do parque chega quase ao eixo N/S. Mas esta ligacao estava nos mapas que a SGAl tinha no site.

Mais um aspecto do projecto que foi "repensado" pela CML ?

Anónimo disse...

Gostaria de ver uma planta - imagem do parque oeste concluido. Alguém sabe onde se pode ver isso?
Obrigado
NM

Mooviz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.