terça-feira, 26 de junho de 2007

O CanaLta 17b já tem concorrência!

Ó gentes, apressem-se a ver isto! Foi descoberto no YouTube um videozinho sobre o Parque Oeste, bem simpático, com musiquinha de fundo muito zen e tal, que mostra todas as valências do maior espaço verde construído de raiz na cidade de Lisboa nas últimas décadas. É aproveitar ver, enquanto está online. O leitor que nos enviou o link já tratou de o gravar para o caso de deixar de estar visível ao público.




Provavelmente é uma encomenda da SGAL, que se prepara para o lançamento do novo site, e é também uma boa resposta aos nossos videos, nomeadamente este:


5 comentários:

Pedro disse...

O português é mesmo uma língua traiçoeira. Gosto da combinação da expressão "espaço natural" com a que se lhe segue, "lago artifical". E o que é "betão arquitectónico" - o que é utilizado em obras de arquitectura ou o que não é estrutural? Não são todos?

O filme é engraçado mas looongo... Já todo o texto é de um insuportável novo-riquismo: é a ênfase nos materiais, nas quantidades, nos custos... Parece mesmo conversa de pato-bravo a querer vender o produto pelo revestimento e não pelo conforto que ele poderá proporcionar (a propósito de conforto: como é que um deficiente motor atravessa aquela passadeira de lajetas desniveladas sobre o "lago artifical"?) Não seria mais fácil pôr uma etiqueta com o preço junto a cada acesso com a legenda "Já viu quanto a Sgal gastou neste parque? Já lhe foi lá agradecer?"? Como se o investimento dispendido não estivesse incluído no preço final dos apartamentos...! Não é antes este parque um incentivo à compra ao invés de ser uma oferta aos moradores?

Uma última pergunta (que não é retórica): quem são os 65 mil habitantes alvo mencionados - os habitantes da freguesia do Lumiar? Os das freguesias limítrofes? Quais são os limites da área de influência do parque? Destes 65 mil quantos se esperam em simultâneo? Os estacionamentos periféricos foram dimensionados a pensar neles?

susana disse...

Eu não diria melhor.

De notar o facto que as legendas às imagens são um tanto redundantes ou então, pelo snobismo do "betão arquitectónico" e do "aço corten", quererem "ensinar?" os leigos: "Vêem?!? Gastámos um dinheirão nestes materiais que nem nós sabemos pronunciar o nome, só para vocês, que não percebem que qualidade é ter bancos sem acentos e árvores bonitas que no futuro não darão muita sombra!"

nuno martins csg22a disse...

Por falar em àrvores, já repararam qe as palmeiras lá no parque estão a apodrecer? já caíu a copa de pelo menos uma delas. O que é que terá sido mal feito? Pá é uma pena. Não havia praí um especialista em árvores?

Anónimo disse...

Este Nuno Martins diz num comentário acima que o canalta é uma idiotice e agora vem aqui comentar outra coisa referente ao canalta. Sinceramente não percebo certas cabeças.

Andreia Simões

nuno martins csg22a disse...

"Este Nuno Martins" veio aqui falar da questão das palmeiras e não comentar o quer que seja. Agora "esta Andreia Simões" é que parece que não tem mais nada para fazer que comentários :)

Ok, tive um ataque de coragem e disse o que sinceramente achava sobre o blog (que acompanho desde o início) mas já estava à espera dee comentários de pessoal que fala duas vezes antes de pensar, por isso, na boa Andreia! :)