quinta-feira, 10 de maio de 2007

O VIVER DEVE TOMAR POSIÇÃO NESTAS ELEIÇÕES

Pronto, para tranquilidade de quase todos, lá caíram os senhores. É claro que isto não resolve nada, não é em dois anos que - com uma tesouraria crivada de dívidas, forças de bloqueio internas e externas e a proximidade de eleições, entre outros pecadilhos menores - se vão conseguir estabilizar ideias, propostas, soluções.

Não, esta queda não devia deixar ninguém tranquilo. A médio prazo não vai deixar ninguém tranquilo.

Defendo eu esta vereação? É claro que não, demonstrou largamente a ausência de uma visão para a cidade que fosse para além da tentativa de resolução dos problemas herdados (pode ser importante mas é tão poucochinho...), demonstrou falta de coerência política entre os seus membros, demonstrou falta de trabalho, demonstrou demagogia em barda, demonstrou pequenez, demonstrou... ser portuguesa e política.

É uma pena o Público não disponibilizar o texto online para os não-assinantes porque o artigo de opinião que Paulo Varela Gomes assina na edição de hoje vale a pena ser lido. Concordo com o que escreve e o texto apresenta uma vantagem enorme para os leitores deste Viver: como não sou eu o seu autor podem lê-lo sabendo que concerteza não terá sido escrito na sequência de um mau dia ou sob a influência da minha habitual presunção e falta de gosto.

Bom, correndo o risco de uma descasca do jornal, deixo aqui a imagem do artigo, avisando desde já que o mesmo está sujeito à tecla Del à primeira reacção negativa do José Manuel Fernandes (ou qualquer um dos seus co-workers (é giro escrever em inglês (até parece que somos cosmopolitas (hum... ou provincianos... (pensando bem... é presunçoso, não é...? (heim? - corta? (quantos parenteses já fiz...? dá para fazer indents? (olha mais uma palavra estrangeira (e mal aplicada... (não há quem me demita das funções?(......))))))))))).


PS - Ah, é verdade, desculpem, esqueci-me de colocar um ? no final do título do post. Não era uma afirmação, era uma pergunta. Retórica, pois, mas nevertheless uma pergunta.

5 comentários:

Tiago disse...

Meu, e um telescópio para ler o artigo, arranja-se? Não queres recolocar a imagem pelo blogger para se poder clicar e ver aumentado?

Pedro disse...

Não aumenta? Julguei que sim. ai estas tecnologias...

Tiago disse...

Boa, boa! Bom texto. E sim, estes próximos dois meses terão de ser aproveitados para discutir o que se quer de Lisboa, quem se quer a gerir Lisboa e que motivações se quer para tal. Será possível mudar a alternância que levou a CML à fossa onde está?

Pedro disse...

Vou perguntar à Roseta quais são as ideias que a levam a querer candidatar-se

Anónimo disse...

O que não falta por aí são blogs com imagens das notícias do Público, DN, Cm, sei lá.
Não há problema