quarta-feira, 2 de maio de 2007

Desafio à SGAL

No seguimento de uma acalorada mas amável troca de ideias acerca da informação, do papel de um blog, dos deveres e direitos de SGAL e moradores, o Viver lança à SGAL o seguinte desafio:

Terá a SGAL a disponibilidade e a vontade para criar um espaço de informação actualizado (diaria ou semanalmente), no seu site ou num blog a criar, onde todos os interessados - moradores, clientes e potenciais clientes - os humildes escribas deste e doutros blogs - terão a possibilidade de conhecer em cima do acontecimento as razões do incumprimento dos prazos, as dificuldades e atrasos da responsabilidade de entidades exteriores à empresa, a evolução dos diversos projectos, as datas previstas para lançamento e conclusão dos mesmos e todos os restantes elementos que constroem a vida deste empreendimento - os sucessos, as ideias e os objectivos?

8 comentários:

Anónimo disse...

Espero estar enganado, mas acho que se queremos uma resposta, teremos que enviar carta registada, com aviso de recepção, etc etc, e aguardar 4 ou 6 meses pela resposta negativa...
pelo menos estes são os prazos habituais para respostas a clientes sobre qualquer reclamação...

Anónimo disse...

Ao Viver na Alta de Lisboa,
Caro Tiago Figueiredo,
A SGAL está certamente disponível e tem vontade de melhor comunicar e de transmitir a mais completa e a mais actualizada informação possível.
Está em desenvolvimento com esse objectivo um novo site que pensamos estará totalmente disponível ainda este Verão. Em estudo está também a possibilidade de existência de um blog.
Queremos fazer mais e melhor. Nomeadamente ao nível da informação e da comunicação. E queremos que a forma de o fazer seja a mais correcta, verdadeira e eficaz possível.
Não receamos desafios, muito pelo contrário, eles estimulam-nos.
E queremos contribuir de forma muito determinada para que haja mais rigor e verdade na informação a circular sobre a Alta de Lisboa.
Até lá reitera-se que se mantêm abertos e disponíveis os outros canais (carta, telefones, mail) para esclarecer o que for necessário e para ajudar a desenvolver com qualidade e coerência a Alta de Lisboa.
Carlos Moura-Carvalho
SGAL

Rodrigo Bastos disse...

Dinamizem com mais regularidade o espaço virtual que já teem (www.altadelisboa.com) e poderiam até colocar uma nova "rubrica" tipo "Projectos em Curso" e "Projectos Planeados" com um feed de noticias associado a cada projecto que estão a executar e/ou a planear. Os responsaveis por o dinamizar? Porque não o departamento Comercial?

Note-se também que não devemos só pensar no mundo virtual...Cadé o nº 14 da revista "Alta de Lisboa"? Retomar de uma forma regular as edições dessa revista e virando-a mais para os moradores da nossa zona, seria na minha opinião uma boa aposta.

Isto são só ideias de um morador que nada sabe da realidade interna da SGAL e como tal valem o que valem.

Ficam aqui registadas mais umas dicas...

Joana disse...

Carlos/SGAL:

Porquê apenas disponível no Verão? A SGAL já tem site, era apenas questão de o actualizar com a vasta informação que nos está a oferecer. E um blog cria-se em 5 minutos! Infelizmente estas demoras da SGAL fazem com que o endereço sgal.blogspot.com já não esteja disponível (e por alguém descontente, infelizmente); mas o sgal.wordpress.com pode ser vosso daqui a 5 minutos, se o quiserem.

Pedro Veiga disse...

São então boas notícias! Estou contente por saber que a política para a informação está a mudar por parte da SGAL. Ainda bem!

Anónimo disse...

Joana,
Quisemos ser cautelosos no prazo que apontámos, para não repetir situações passadas. Mas seguramente será a muito curto prazo. Por outro lado, optámos por criar um novo site em vez de alterarmos o que existe, para associá-lo a uma nova imagem. Foi uma decisão que pensamos será a curto prazo mais vantajosa.
Rodrigo,
Obrigado pelas suas sugestões.
Mesmo que ainda haja alguns ajustamentos, pensamos que o novo site terá à partida a seguinte estrutura base:
1. Início (Destaques, Notícias, Comunicação Social, Pedido de Informações, Contactos, Informação Legal) 2. Projecto (Sobre o Projecto Alta de Lisboa, Evolução, A Alta de Lisboa em números, Urbanismo e Arquitectura, Acessibilidades e Transportes, Espaços Verdes, Equipamentos, Pólos Comerciais). 3. Localização (Localização geral, Evolução histórica, Como chegar) 4. Produtos (Apresentação, Localização, Acabamentos, Disponibilidades, Galeria de Imagens). 5. Notícias (Noticias por ordem cronológica e Pesquisa de Notícias). 6. Promotor (Sobre a Sgal, Órgãos Sociais, Relatório e Contas, Missão e Intervenção Social). 7. Galeria (Galeria de Imagens Categorizada e Galeria de Vídeos). 8. Directório (Directório de Serviços categorizado para Comercio e Serviços no Território e Inscrição gratuita).
Cumprimentos,
Carlos

Pedro Santos disse...

Apraz-me e louvo a abertura demonstrada pela SGAL, na pessoa do Sr. Carlos Moura-Carvalho, todavia e sem querer fazer o papel de advogado do "diabo" creio que muitas das exigências que se fazem à SGAL, nomeadamente quanto à falta de informação sobre o andamento do projecto da Alta do Lumiar, deveriam ser passadas para a CML, em particular para a UPAL.
Considero, no minímo, ridiculo que numa pesquisa no Google a "UPAL" a única referência encontrada seja esta:
http://ulisses.cm-lisboa.pt/data/002/001/pdf/upal.pdf

Falhas graves de falta de comunicação parecem-me existir fundamentalmente por parte da CML.

Pedro Santos disse...

Em adenda ao meu comentário anterior e exemplo da dificuldade de interacção do comum dos mortais com a UPAL está a reduzida possibilidade de contactos com esta entidade:

http://www.cm-lisboa.pt/?id_item=1538&id_categoria=10

Será possível nem sequer ter um endereço de correio electrónico?