terça-feira, 7 de novembro de 2006

A pressão junto da CML aumenta



Aos inúmeros emails enviados para a CML por moradores da CML indagando os atrasos burocráticos que impedem a evolução de um projecto pensado de raiz, junta-se agora uma voz com um peso maior que a de um mísero munícipe. Se o silêncio e indiferença foi o melhor que o executivo de Carmona Rodrigues conseguiu dar até agora como resposta a 20000 habitantes da cidade de Lisboa, pode ser que o requerimento feito pelo Deputado Pedro Quartin Graça directamente ao Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, ao abrigo das disposições aplicáveis da Constituição da República Portuguesa e do Regimento da Assembleia da República, tenha melhor sorte. A bem da democracia e da cidadania.

O requerimento pode ser lido aqui.

6 comentários:

Pedro Quartin Graça disse...

Estimado Leitor Tiago,

Muito obrigado pela referência e pelo link que fez no seu site para o meu blog.

Atentamente,

Pedro QG

Anónimo disse...

Espectacular,

Agora sim, sinto-me representado!

Luis.

Ambientalistas da Amadora disse...

Perante a demora na conclusão do plano urbanístico do Moinho do Guizo, na freguesia de São Brás, os moradores desta urbanização puseram mãos à obra e, no passado fim-de-semana, organizaram-se e plantaram algumas árvores e flores nos espaços públicos da zona.

http://ambientalistasdaamadora.blogspot.com/

joana disse...

Eu também me senti representada. É uma boa sensação! Quero experimentar mais vezes.

Anónimo disse...

Caros vizinhos,

Porque não mexermo-nos afim de sugerir ao metropolitano de lisboa uma soluçao para parqueamento de bicicletas nas estaçoes perto da nossa zona, tendo como exemplo o que os municipes da amadora estão a pedir..
Sei que existem uns "postes" na estaçao do sr.roubado, mas optimo seria, a exemplo de amsterdao ou copenhaga, uns "bengaleiros" em que pudessemos depositar a bike, receber um talaozinho e seguir a nossa vida..
O que pensam?

Um abraço aos vizinhos,

Luis.

João Tito disse...

excelente!