quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Três meses para tapar um buraco


Pormenor pequenino de um projecto gigantesco como a Alta de Lisboa, mas muito significativo do desprezo que as entidades dedicam verdadeiramente à zona. Na Av. Nuno Kruz Abecassis foi feita uma obra de curta duração que implicou rasgar o asfalto. Concluída a obra, não foi feito o remendo que reparasse o rasgo.

Durante três meses ficou assim, com carros, camionetes e autocarros a sofrerem diariamente o prejuizo de atravessa um fosso que chegava a ter um palmo. Nos primeiros dias de Setembro foi finalmente reparada a Avenida.

2 comentários:

Joana disse...

Não diminuiu, ao menos, a velocidade dos carros? Assim, tipo lomba mas ao contrário.

Tiago disse...

Não és a primeira pessoa a lembrar-se disso, mas nem para isso o buraco foi útil. Como era logo no início da avenida ainda havia depois umas boas centenas de metros para acelerar. Suficientes para os tunnings virem para aqui experimentar as suas bombas.

Mais uma vez os atrasos prejudicam a zona não só por si mas também pelos efeitos colaterais. O eixo-pedonal prevê uma passagem pela Av. Krus Abecassis ligeiramente desnivelada, dando prioridade ao peão sobre o automóvel. Mas como também aqui só muito timidamente as obras avançam...