sábado, 17 de fevereiro de 2007

one-way ticket

Fontão de Carvalho acabou por suspender o seu mandato. À semelhança de Gabriela Seara, levou algum tempo depois de conhecida a constituição como arguido, deu a ideia que por vontade própria não saia do lugar, mas depois de reunidos os seus superiores políticos eis-nos de novo perante mais um edificante exemplo de "grande dignidade", como todos os colegas se apressaram a referir.

Ao que parece, quando Gabriela Seara apresentou publicamente a demissão, em conferência de imprensa onde se apresentou acompanhada de Carmona Rodrigues e de Fontão de Carvalho, já este tinha também o estatuto de arguido no caso EPUL, mas apenas o havia confessado ao Presidente da CML. Agora as perguntas são duas: quem se segue na lista de arguidos, e até quando aguenta este executivo?

4 comentários:

Pedro Veiga disse...

Grande trapalhada! No meio disto tudo será que há ainda alguém de confiança neste executivo camarário?
Isto tudo cheira a podre, a muito podre mesmo. É preciso um outro fôlego para esta CML. Que alternativas existem? Em quem confiar?

Pedro disse...

Parece que Fontão de Carvalho tem toda a legitimidade em perguntar, "sou só eu? Cadê os outros?". Aparentemente, o crime pelo qual foi constituído arguido teve o seu início em 1994, ano em que, pelaprimeira vez, a CML autorizou o pagamento de prémios de produtividade aos administradores da EPUL, os quais continuaram a ser oferecidos anualmente até ao presente. Considerando que a Câmara foi governada pela coligação PS/PCP até 2000, começa a perceber-se a relutância que, até agora, aqueles partidos têem tido em exigir a convocação de eleições antecipadas, carnaval a que, por enquanto, só o BE aderiu. Sintomaticamente, o único partido que nunca teve responsabilidades na gestão municipal.
Considerando que fazer pior é quase impossível, até estava disposto a "pagar" para ver uma veração maioritária bloguista na CML. Seria interessante seguir a reacção dos serviços, as políticas implementadas, as reamente concretizadas, os falhanços, as vitórias e, principalmente, o estado da cidade ao fim de quatro anos...revolucionários.

Anónimo disse...

este tem mesmo cara de mafioso...
assim como muitos outros que lá andam, mas que ainda ninguém 'bufou'...

Anónimo disse...

e ainda por cima o rapaz é nosso vizinho aqui na Quinta do Lambert (é vê-lo mais a esposa no Pingo Doce às compras aos fins-de-semana)... qd o encontrarem puxem-lhe as "suiças" :))))