segunda-feira, 1 de maio de 2006

Novidades sobre o Eixo Norte-Sul



Falta mesmo quase só o viaduto sobre a Av. Padre Cruz para concluir o troço do Eixo Norte-Sul que ligará a CRIL a Telheiras. No último passeio de bicicleta organizado aqui pelo belogue resolvemos servir de cobaias e testar a obra do IEP que é considerada por muitos essencial para a mobilidade automóvel em Lisboa.

Continuar a ler


Entretanto fomos olhando também para as ligações. A Avenida Krus Abecassis está quase finalizada, faltando apenas acabar a rotunda que ficará por baixo do eixo Norte-Sul. Por aqui vai passar muito trânsito que acabará com o sossego que se vive aos fins de semana, infelizmente.




Vê-se já Av. Santos e Castro a chegar aqui à Porta Norte.




Este é o túnel do troço entre a Porta Norte e o nó da Ameixoeira, parecido com o túnel da CRIL, onde o eixo Norte-Sul começa.




Aqui está o túnel da CRIL.




E aqui esta imagem tenebrosa do vale de Odivelas, que pudemos ver ao longo do passeio. Representa tudo o que não devia ter sido feito em termos de urbanismo na nossa cidade. O retrato de Dorian Gray dos autarcas da grande Lisboa, ao vivo e a cores, assinado por muitos.




Para que não nos acusem de estar sempre a mandar abaixo o país, lançamos aqui uma ideia que irá colocar mais uma vez Portugal no topo do mundo, juntando a feitos extraordinários como ter a árvore de Natal mais alta da Europa, na Pç. do Comércio, ou a abóbora maior do Mundo, no Entroncamento, o termos a ciclovia mais larga do Mundo. Pelo menos aos Domingos, enquanto não acabam o viaduto.




Para acabar, a vista do futuro viaduto sobre a Av. Padre Cruz que esventrará o Lumiar. Ficará coladinho aos prédios que já lá estavam há umas décadas, mas também a alguns que ainda nem sequer foram acabados ou vendidos. Quem é o louco que vai dar trinta ou quarenta mil contos para morar em frente a uma auto-estrada?

4 comentários:

LL disse...

Este fim de semana fiz questão de participar nesta iniciativa, mas acontece que não apareceu ninguém no local indicado até às 10h15, por isso decidi ir dar uma passeio pela Quinta das Conchas, e voltei cerca de 15 minutos mais tarde para verificar se já havia mais alguém no local de encontro.
Como não estava ninguém presente a essa hora (10h30).
Sempre se realizou este passeio?
Normalmente quantos quilómetros se fazem nestes passeios?

Tiago disse...

Estranho... Eu não cheguei às 10h em ponto, mas pouco passava, e ainda ficámos uma boa meia hora à espera que aparecessem mais pessoas. João, Ana, Pedro, têm uma ideia mais precisa das horas? Terá sido uma confusão no ponto de encontro?

Também não sei quanto quilómetros fizemos. Não me custou nada, que estou dentro da média de sedentarização nacional. No troço do Eixo Norte-Sul também andámos sempre dentro dos limites de velocidade impostos pelo código, pelo que o passeio é acessivel a todos.

Foi pena não termos ido todos juntos, mas se houver vontade expressa de muita gente até podemos combinar outro passeio antes do fim do mês.

Pedro Veiga disse...

Eu cheguei ao local de encontro 5 minutos depois das 10 horas e creio qu só partimos por volta das 10h e 30 minutos.
Se calhar da próxima vez teremos que definir com mais exactidão o local de partida para que ninguém fique privado do passeio!

sushi disse...

Gostava muito de ter participado, mas infelizmente não estive em Lisboa este fim-de-semana.
Tentarei não faltar o próximo e aproveitar a visita guiada...