segunda-feira, 21 de novembro de 2005

Inundação

A chuvada que caiu durante a noite de Sábado fez estragos num edifício do Parque São João de Brito. Segundo a policia que estava no local a garagem ficou bastante inundada, os bombeiros mantiveram-se no local até ao fim da tarde de ontem. Há 2 anos este edifício teve exactamente o mesmo problema, segundo me lembro ouve vários carros que ficaram completamente debaixo de água, na altura chegou mesmo a ser noticiado em jornais e na televisão.

Não entendo como é possível que um situação tão grave como esta possa voltar a acontecer, será falta de manutenção? um erro estrutural? quem paga os danos dos veículos que ficaram submersos?

4 comentários:

Jorge disse...

Esclarecimento de um morador...

A inundação deste fim de semana deveu-se a um entupimento das condutas públicas das águas pluviais, o qual provocou um refluxo e consequente entrada de água em pelo menos 2 prédios.

A pergunta seguinte: Porque se entupiram as condutas?

Durante a semana a SGAL andou em trabalhos na Rua Belo Marques, nomeadamente a fazer a ligação das águas pluviais do prédio Evolution à rede pública... Acontece que o trabalho não estava ainda concluido e como não estava totalmente seguro, foi possível ocorrer um deslizamento de terras com as chuvas, provocando o entupimento.

O resultado foi o poço dos elevadores inundado e alguns pisos de garagem com bolsas de água (nunca mais de 5 cm de altura na maior parte dos pisos e com 10cm num dos pisos)
Neste momento, sobram apenas algumas bolsas de água nas garagens e os elevadores estão novamente a funcionar.

Em muito devido à pronta resposta das entidades competentes: Policia Municipal, Bombeiros e Protecção Civil.

E a inundação de há 2 anos?

Essa inundação deveu-se a um problema semelhante. Devido à mesma situação (chuva) existiu um fluxo muito grande de água, e quando essa água chegou à ligação com a antiga rede do Lumiar, esta não teve capacidade para a processar e criou-se um refluxo, isto é, a água passou a circular em sentido inverso. Ora no caminho estava exactamente o Parque São João de Brito, e a água entrou através das tubagens, provocando o rebentamento de um tubo mais fraco.
Nessa altura, foram feitas obras que previnem novamente esta situação.
O que aconteceu este fim de semana, não foi em nada semelhante.

Respondendo às questões:

* A situação apesar de parecida teve causas diferentes e consequências bastantes diferentes. Uma coisa é certa, estas situações nunca deveriam ter ocorrido. Falta de manutenção? Sem dúvida, mas quem consegue fazer manutenção às vias públicas de um local em obras?
Erro estrutural? Não me parece, mas de qualquer forma também não sou conhecedor destes assuntos, algo me diz que tem existido sim, bastante falta de profissionalismo na realização das obras.
Todos os danos dos veiculos foram pagos, ou pelas seguradoras ou pela própria SGAL.

Correndo o risco de ter cometido algumas imprecisões nas explicações acima, não pude deixar de colocar os meus comentários a um post que tinha mais questões do que esclarecimentos.

Pedro Veiga disse...

É sem dúvida um problema muito grave! A Colina de S. Gonçalo também está a ser afectada pelas infiltrações, veja-se a minha reportagem em http://forumaltalisboa.blogspot.com/

João Tito disse...

Obrigado Jorge pelo seu esclarecedor comentário.

Pedro disse...

Tiago, os únicos problemas estruturais nesta caso são os da estrutura de pensamento dos (não) técnicos envolvidos. Quero acreditar que, quanto às estruturas dos edifícios, elas cumprirão o estabelecido nos projectos e estes o estabelecido nos regulamentos e no bom-senso. Mas depois de ter visto sair água quente de um autoclismo num dos andares "de luxo" da Alta, já não arrisco nada...