sábado, 3 de setembro de 2005

WC canino



Aqui fica mais uma imagem de Amesterdão. Uma "casa de banho" para cães. Melhor, para os donos dos cães levarem os cães. Não é uma solução infalível, já que depende do civismo do dono do cão, mas ajuda.

20 comentários:

nuno am disse...

Hum, dessas já vi em Lisboa, há uma por exemplo no jardim no cruzamento da João Crisóstomo com a Marquês de Tomar, mas não é por isso que há menos "presentes" nos passeios que em outros sítios, mas é uma ideia simpática.

Tiago disse...

Pois, não quis dizer que só havia disto na Holanda. No Jardim do Príncipe Real, perto do Bairro Alto, havia, há coisa de uns 10 anos, vários equipamentos destes, inclusivamente um duche! :-) Mas a verdade é que não foram utilizados pelos cães. Por um lado existe uma resistência natural dos animais por causa dos odores e vontade de marcar território, por outro há donos que se orgulham com o cócó do seu cão. Mesmo assim, também há muitos que trazem um saquinho de plástico consigo.

ana disse...

Nao ha multas para estacionamento em locais errados?
Porque nao multas para cocos em locais errados?

Anónimo disse...

Aqueles que havia no Príncipe Real foram desenhados por alguêm que decerteza nunca teve cães.Estes da Holanda estão bem pensados.

Anónimo disse...

Levar o saquinho para apanhar o coco e mesmo o melhor...

Rodrigo Bastos disse...

Não esquecendo a pázinha e a vassourinha, pois são dois bons ajudantes para se meter o cócózinho no já referido saquinho. ;)

Haja consciência... :)))

jvieira disse...

Em Lisboa existem multas sim, essas multas são municipais.

Depois é a falta de civismo, mas se tal evoluir ao mesmo nível que tem evoluido os jovens em questão do ambiente e do tratamento dos animais presumo que estaremos em boas mãos.

A melhor solução? Não ter cães em apartamentos.

Tiago disse...

O problema não é a legislação e as coimas a que corresponde cada infração. O problema é que a iscalização não existe. A meu ver o grande problema de Justiça em POrtugal não é tanto com as leis, mas com a morosidade da aplicação que torna muitos crimes, pequenos ou grande, impunes.

Assim sendo, a solução para os cócós dos cães não passa por pôr polícia municipal na rua, mas antes por fornecer aos utentes meios para evitar "falta de pontaria, e insistir na formação cívica dos cidadãos.

E se "Levar o saquinho para apanhar o coco e mesmo o melhor...", pior será brincar com os filhos num relvado cheio de armadilhas.

Rodrigo Bastos disse...

Neste assunto, o exemplo deve partir dos seus próprios donos... Temos de ter regras e coimas para tudo?

Acho que todos sabem que os cócós para além de serem desagradaveis à nossa visão e odor, muitas vezes somos obrigados termos a fazer chicanas para os evitar (quando não os pisamos) e metem em causa a saúde pública.

Haja consciência... :)))

Anónimo disse...

O problema é o civismo das pessoas.
Tenho dois cães(e grandes) e sempre apanhei os presentes deles.É uma questão de sociedade,a liberdade de ums acaba quando começa a dos outros.

nuno am disse...

Há alguns anos (uns 10) houve uma grande campanha; cartazes, spots na tv, notícias nos jornais diziam que a PM ia apertar com os donos de cães (lembro-me que se falava de coimas altíssimas), foram colocados por toda Lisboa distribuidores de sacos de plástico (verdes c um béu-béu desenhado, lembram-se?)... passados uns meses já ningém falava do assunto, não sei se alguém chegou mesmo a ser multado, as caixas c os saquitos abandonadas, quanto a esperar civismo da parte dos portugueses; cada vez mais acho que é uma utopia, só com multas mesmo...

nuno am disse...

mas claro, não se pode desistir da formação cívica :) mas o melhor é mesmo o exemplo discreto.

ana disse...

Adorei o inquerito!
O que vais fazer com a informacao?

Tiago disse...

Esta sondagem não tem validade científica. Pretendo apenas saber e dar a conhecer, com uma relativa fiabilidade, onde residem ou residirão os leitores deste blog. Daqui a uma semana colocarei os resultados num post e lanço outra sondagem.

Beijinhos, Ana!

Tiago disse...

Entretanto acrescentei a possibilidade de leitores nem actuais, nem futuros residentes na Alta de Lisboa. Mas infelizmente os votos já introduzidos perderam-se. Que tiver já votado por favor volte a votar.

nuno am disse...

eu há pouco votei, apareceu o gráfico e o meu voto nada, agora voltei aqui ao blog e já lá tá um voto na cs gonçalo... imagino que o meu...

Fónix disse...

Tanta coisa com Amesterdão, ó Tiago, se calhar é melhor mudares-te para lá, pá!
Há muitas coisas lá que são melhores do que cá, e muito mais importantes que os "presentes", não adianta comparar o acessório se no essencial levamos 20 a zero de maior parte dos países da Europa! Ah, e o chocolate lá também é do melhor!

Tiago disse...

Estive lá 5 dias e gostei muito. Não vejo qual é o problema de mostrar exemplos de coisas que funcionam por lá. E também não percebo porque só se tem de falar das coisas importantes quando há pequenas coisas que fazem uma grande diferença.

A minha vontade não é dizer que Portugal é um país atrasado, viver em Portugal com amargura, mas não ter competência ou coragem para ir viver para fora. Acho que Portugal pode ser muito melhor do que é e isso depende não só do poder político mas também da nossa vontade. Não acha?

Lena (22E) disse...

O civismo é um corolário da educação e temos de começar já a transmitir aos nossos filhos estes valores que defendemos para q o Portugal de amanhã venha a ser muito melhor do que é hoje e para que não tenhamos que ir à Europa ver exemplos como estes. Os holandeses estão mais à frente do que nós e não me refiro apenas à liberdade que caracteriza a sua mentalidade.

Lena (22E) disse...

Já pensaram que os nossos pais não se preocupam com estas questões?? Pq será??