segunda-feira, 27 de junho de 2005

Futuras habitações dos habitantes do bairro das Calvanas



Para realojar os cerca de 350 moradores do bairro das Calvanas, estão a ser construídas várias moradias e apartamentos em dois novos bairros da Alta de Lisboa. Um será constituído por 58 moradias unifamiliares (25 T3 e 33 T4) e noutro serão edificados 93 fogos, dos quais 48 são moradias (22 T3 e 26 T4) e os restantes 45 em apartamento (29 T2, 13 T3 e três T4).
Mais detalhes aqui.

8 comentários:

Pedro Veiga disse...

Tiago,

Em que local exacto irão ser alojados os habitantes do bairro das calvanas?

Tiago disse...

Olá Pedro!

Se clicares no link tens acesso à proposta de protocolo da CML, SGAL e comissão de moradores das Calvanas. As áreas edificáveis são as 22.4 e 27.1
A fotografia que tirei é uma linha de moradias qeu está a ser construída na colina de S. Gonçalo, a Norte do condomínio de S. Gonçalo.

Anónimo disse...

Existe algum documento que mostre as unidades de planeamento, nomeadamente as malhas e futuros projectos?

Tiago disse...

Deve existir, mas não sei se será público. Sei que alguns projectos ainda não estão decididos, a implementar nos próximos 10 anos. Outros estão descritos no livro oficial da Alta de Lisboa.

No stand da Alta de Lisboa existe uma magnífica maquete que dá uma ideia muito boa de como ficará esta zona no futuro.

Anónimo disse...

E será que os moradores estarão todos alojados no final do verão tal como indicado no link em anexo?

http://www.cm-lisboa.pt/?id_item=9615&id_categoria=11

Na minha opinião será outra vez alvo dos já normais atrasos....

Tiago disse...

Nesse link diz: "O prazo de execução pela SGAL dos fogos destinados ao realojamento do Bairro das Calvanas é de 18 (dezoito) meses, estimando-se a sua conclusão em Setembro de 2005. Até à conclusão da obra, a CML promoverá o realojamento provisório das famílias associadas tendo em vista libertar os terrenos para execução das obras do Plano de Urbanização."

Parece-me também um prazo demasiado apertado para ser cumprido, mas eu não percebo nada de construção civil.

Al_Fazema disse...

O prazo é perfeitamente exequível hoje em dia,desde que não haja fenómenos exteriores á obra.

Anónimo disse...

alguem por acaso sabe quais são os critérios de atribuição das moradias, em termos de srem t3 ou t4, penso ke isso ainda esta nos segredos dos deuses....?